Apresentação da PSIU – Psicologia UBAS – LESTE

ATENÇÃO: MURAL SOLIDÁRIO DA EACH –  SAIBA MAIS  OU ACESSE AQUI

“A PSIU tem atualmente uma função predominantemente matricial, dialogar com a comunidade para ampliar a dimensão do cuidado em tudo que se faz, contribuindo para a formação de redes de apoio,  do fomento à diversidade enquanto potência para a inteligência coletiva a serviço do aprimoramento da vida” Kelly Regina Sobral, psicóloga na EACH desde 2013.

O atendimento prestado na área da Psicologia da Unidade Básica de Assistência à Saúde da Área Capital – Leste (UBAS – LESTE) da Superintendência de Saúde é um dos componentes do modelo de assistência à saúde proposto para a Unidade. No momento, dispõe somente de uma psicóloga, que construiu o projeto e também executa o atendimento.

Tem como proposta atuar predominantemente em direção à prevenção e promoção da Saúde, buscando melhorias da qualidade de vida, através de intervenções psicossociais e psicoeducativas, partindo de uma compreensão da Universidade como um microterritório com características próprias (potencialidades e vulnerabilidades) que afetam positiva ou negativamente a saúde e bem-estar de todos os envolvidos, o qual também é dialeticamente influenciado pelas pessoas que dele fazem parte e pela complexa teia de relações com os diferentes âmbitos que compõem a esfera social.

Os objetivos consistem em promover suporte psicológico matricial à comunidade da Área Capital – Leste, favorecendo o pensamento crítico e ações protagonistas, e contribuir com a construção de um ambiente mais acolhedor, dialógico e crítico na Universidade, prevenindo situações geradoras de sofrimento desnecessário neste território (isto porque nem sempre ausência de sofrimento significa saúde) e fortalecendo a autonomia.

As bases dessas propostas estão assentadas em um referencial crítico da Psicologia, sobretudo da psicologia escolar crítica, ou seja, numa concepção de que existe uma relação dinâmica, complexa e de mútua interferência entre indivíduo, a instituição educativa e a sociedade, e de uma função social da psicologia como contribuinte com a transformação social em direção à igualdade de direitos e ao aprimoramento da subjetividade humana no sentido da autenticidade e autonomia, sem perder de vista que as instituições têm mais poder sobre o indivíduo do que o contrário. Há uma concepção de que as condições objetivas (materialidade) interferem na subjetividade e na intersubjetividade , sendo papel da ação psicológica escolar desvelar e aprimorar, juntamente com outros conhecimentos, esta realidade no âmbito da instituição educativa. Para tal, objetiva-se um trabalho de construção conjunta com o público-alvo e com os diversos setores da Universidade – e até mesmo fora dela – na busca de uma ação integral, horizontal, interdisciplinar,  transdisciplinar e intersetorial.

Informações adicionais da PSIU poderão ser obtidas na recepção da UBAS LESTE,  presencialmente ou no telefone (11) 2648-0033.  Local de atendimento: Prédio da UBAS  – LESTE, na Área Capital – Leste. Ou envie e-mail para kelly.sobral@usp.br ou  psiu-each@usp.br

Veja o FAQ que construímos com dúvidas frequentes:FAQ PSIU 2022_FAQ-PSIU-2022

Veja o Drive com o Portfólio do atendimento da PSIU: DRIVE PSIU