Professora da EACH participa da Assembleia Geral da Organização Mundial do Turismo

Postado em 20 de setembro de 2017

Encerrou-se no último sábado a 22ª Assembleia Geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), agência especializada da ONU para tratar das questões ligadas ao turismo mundial. Neste ano, o evento foi realizado em Chengdu, na China, e contou com 1.300 participantes representando os países membros, as empresas e organizações afiliadas, pesquisadores e observadores convidados.

Apenas três brasileiros estiveram presentes no evento: pelo Ministério do Turismo, Alberto Alves, secretário executivo da pasta, e Rafael Luisi, chefe da assessoria especial de relações internacionais, além de Mariana Aldrigui, professora de Lazer e Turismo da EACH-USP, que convidada em função de sua participação em projetos internacionais de educação para o turismo.

Alberto Alves, economista pela FEA-USP, reconheceu que o Brasil precisa buscar maior protagonismo junto à OMT, e comemorou a eleição do Brasil para um assento junto ao Conselho Executivo da entidade, bem como para a vice-presidência da Comissão Regional da OMT para as Américas, neste caso dividindo-a com o Haiti. Para ele, é muito importante que os esforços sejam reconhecidos e que mais pessoas, dentro e fora do governo, verifiquem a importância econômica do setor. “Há vários exemplos bem sucedidos no Brasil, como a Rota das Emoções, por exemplo (Ceará, Piauí e Maranhão) em que fica evidente o papel do turismo na criação de empregos, geração de renda e diminuição da desigualdade”, afirmou o secretário.

Já a professora Mariana Aldrigui, por sua vez, reconheceu que as articulações brasileiras junto à OMT têm trazido bons resultados, porém o país ainda patina em termos do estabelecimento de uma política clara para o setor. “Há muita informação disponível, muitas experiências inspiradoras, e muitos países dispostos a trocar conhecimento, porém com o orçamento restrito da pasta – o que indica falta de prioridade para o setor – pouco pode ser feito”, apontou a professora.

Ainda assim, ela destacou que esta assembleia pode ser considerada um marco na história da UNWTO, pois além de confirmar a eleição de Zurab Pololikashvili como novo secretário geral, substituindo Taleb Rifai, foi aprovada a Declaração de Chengdu para o Turismo e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (SDGs) e a adoção da Convenção Internacional de Ética para o Turismo, a primeira convenção internacional da organização, que traz uma série de referências a serem seguidas em busca do crescimento sustentável da atividade. “É muito importante estar presente e participar das discussões sobre o turismo em nível global, pois essa informação é rapidamente traduzida em conteúdo para os alunos de nosso curso”, ressaltou a professora.

 

*Com informações da professora Mariana Aldrigui

Email this to someoneShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pagePin on PinterestShare on Tumblr